Newsletter

13.12.2013 – 13.12.2018
13 Dec
6

13.12.2013 – 13.12.2018

13.12.2013 – 13.12.2018
 
Não há um grafismo numérico decente para comunicar um aniversário sem que este se pareça com um obituário.
Antes de mais, evitando interpretações desagradáveis trata-se afinal, apenas, da melhor forma abreviada que se encontrou para se comunicar um aniversário:
a scar-id faz hoje (a partir das 21h) cinco anos, mas por estarmos no mês do Natal, vamos apenas os dois jantar fora, ficando o evento festivo-público, como habitualmente, adiado para o início do ano seguinte.
E assim se faz o dois em um: lança-se o pânico e corta-se imediatamente o mesmo com uma outra leitura descritiva, mas muito menos especulativa.  
Há efeméride, mas não há festa. Para já.
Cumpriu-se. A partir daqui seria apenas para os amantes da resistência, mas hoje, 13.12.2018 não é um bom dia para resistir e assim se regressa ao obituário, não como afirmação, mas como recurso conceptual para a própria ideia de resistência: o quão libertadora é a ideia do fim para a vontade do recomeço.
´5´parece-nos um tal de número redondo, perfeito para começar qualquer coisa nova.
Todas as efemérides o são um bom pretexto - lá para o fim do ano pede-se um número assimétrico de desejos, ou em alternativa umas resoluções de ano novo, como se apressadamente fosse possível resolver a vida na companhia de 12 tragos de um fruto que suscita a antagónica relação de amor-ódio. Cabe-nos então avaliar que infelizmente, a efeméride e os números redondos são péssimos agentes efectivos de mudança – mas servem pelos menos para, meritoriamente, se ficar a pensar nisso.
Mas voltando ao 5, como catalisador de mudança, apetece recalibrar o caminho, claro.
Apetece quando percebemos que o trabalho foi bem feito, que os objectivos foram alcançados e principalmente, quando se constata que: o continuar acrítico não permitiria a linha recta.
Não que a linha recta tenha que ser permanentemente ascendente, pode até nem sequer ser recta, mas tem que ser linha pelo menos - não se quer com intervalos.
Em 5 anos, na tal história do hoje famoso ´design português de autor`, pelo ponto de vista comunicacional e comercial (uma loja) passámos dos primeiros, aos únicos, aos melhores e hoje somos, simpaticamente, uns de muitos; mais uma loja das dezenas de lojas que, orgulhosamente - e por vezes apenas ligeiramente – inspirámos.
Simpaticamente, uns de muitos, dizíamos, mas de forma positiva, pois tal significa apenas que fizemos bem o nosso trabalho e fomos capazes de suscitar que, hoje que em cada capital de distrito se consuma, ainda que por vezes auxiliado por alguns ´portuguesismos`, o bom design português de autor.
Bem, talvez aqui o nosso erro seja intrínseco ao conceito.
Se ao invés de assumirmos uma identidade individualista e autárquica, atempadamente, tivéssemos enveredado por ambições capitalistas, cedendo submissamente, hoje poderia haver dezoito scar-id´s espalhadas pelo território nacional e mais uma ou outra estrategicamente colocada numa capital global.
Mas não – como trabalhamos com a bem portuguesa ´chapa ganha, chapa gasta` (ou chapa reinvestida) - só há duas, ou uma e meia, visto que estrategicamente há um sufixo histórico que desagrega a acção conjunta, fala-se aqui da nossa proeza de 2018, a VICENT by scar-id.
Constatamos sem qualquer perplexidade que, ao fim de cinco anos tem-se necessariamente uma súbita consciência temporal.
5 anos? Já passou tanto tempo? Faz sentido continuar?
Volta-se então à referência ao obituário inicial para dizer, em contraponto:
Sim, queremos decididamente continuar, faz todo o sentido, ainda nos apaixona, mas.
Fica o mas como vírgula, como charneira para qualquer coisa que há-devir (sim, propositalmente escrito desta forma), um mas de consumo interno que tornado público obriga a novidades em breve, sob pena de envergonhadamente se continuar um caminho, que apesar de bom, tem de ser mesmo o melhor para quem o caminha.
 
Para já, fica o jantar romântico-profissional de logo à noite e uma proposta de um evento público para Janeiro, depois de resolvemos o mas,
 
Obrigado a todos pelos 5 anos,
 
 
 
 
Your comment has been sent successfully. Thanks for comment!

Add Comment

Name:*
Email:*
Message:*
  Add Comment